Dia das Nações Unidas

onu01*Por Iradj Roberto Eghrari

Comemora-se no dia 24 de outubro o “Dia da Organização das Nações Unidas”, estabelecida em 1945, após o término da segunda Guerra Mundial. Desde a sua fundação, a ONU tem atuado como o mais destacado organismo de caráter internacional e a data que comemora sua existência deve servir como uma ocasião de reflexão a respeito do ideal da unidade e da paz mundial.

Para que uma efetiva e duradoura unidade seja estabelecida é necessário que certos requisitos sejam cumpridos. O atual sistema de relações internacionais precisa ser aperfeiçoado pois, ainda está baseado em injustiças que, se não forem eliminadas, serão a causa de graves conflitos, cujos primeiros sinais já podem ser plenamente percebidos. Se tais aperfeiçoamentos não forem feitos, será inevitável que a desconfiança e o rancor acabem por destruir os sonhos de harmonia e entendimento depositados na ONU, assim como aconteceu com sua predecessora, a Liga das Nações.

Nenhum tipo de esforço em prol da paz será dotado de efeito se não for sincero e pleno de verdadeiro amor. Segundo Bahá’u’lláh, profeta fundador da Fé Bahá’í, há mais de um século declarou: “Sois os frutos de uma só árvore e as folhas de um único ramo… A Terra é um só país e os seres humanos são seus cidadãos.” Todas as Suas obras estão cheias de referências à unidade da humanidade. Segundo seus escritos sagrados afirmou que agora é o tempo em que a humanidade pode estabelecê-la definitivamente, com a tão esperada paz mundial. O processo de unificação por que passou a humanidade: desde a família, o clã, a tribo, a cidade-estado e, agora, o estado nacional deve, finalmente, atingir a unidade total de todas as nações e todos os povos.

Porém, é necessário mais do que pensamentos de paz e amor, ainda que estes sejam o fundamento de toda conquista da paz. É necessário estabelecer um tribunal internacional com representantes eleitos de todas as nações, cuja função seria “resolver pelo arbitramento tudo o que de outro modo poderia causar guerra”. É claro que tal Supremo Tribunal não poderá estar à mercê de decisões privilegiadas de alguns membros mais fortes. A decisão de todos deverá ser igualmente valorizada.

Outros requisitos à unidade, além do arbitramento internacional são: uma língua internacional auxiliar, o desarmamento simultâneo das nações do mundo e a participação igualitária das mulheres nos assuntos da sociedade. Todas estas questões estão, irremediavelmente, progredindo para seu destino.

Hoje a humanidade tem condições de estabelecer a unidade. É preciso que todos lutem por ela. Bahá’u’lláh deixa a certeza de que “dentro em breve a ordem atual será posta de lado e uma nova será estendida em seu lugar”.

———————————————————————————————-

*Iradj Roberto Eghrari, diretor de Relações Institucionais da Comunidade Bahá’í do Brasil –  E-mail: ascom@bahai.org.br

Etiquetas: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: