O famoso quem?

Este é o jovem Vinícius ao lado do pai

Estou em Gurupi desde 1983 e uma das coisas que mais me chamou a atenção logo que aqui cheguei, vindo de Brasília, é o costume que se tem de criar referências para as pessoas, como se elas não tivessem identidade própria.

O curioso é que, em geral, devido a uma cultura eminentemente machista, as mulheres são as mais atingidas, digamos assim, por tal peculiaridade. No entanto, isso, definitivamente, não exclui de todo o universo masculino.

Diante de tal constatação, resolvi, então, fazer um rápido levantamento de nomes agregados de algumas personalidades da nossa Capital da Amizade.

Em primeira análise, eis o que me veio à mente: Zulmira do Mercado, Goiaciara do João Cruz; Lucirene do Denes; Tonha do Manelão, Helena do Táxi, a mãe de dona Cesária, Marieta de Libânio (Libânio é o esposo da Marieta) e por aí vai…

No lado masculino encontrei: Chico da Véia, Paulo do Cocktail, Toim do Táxi, Toim Ceguim, João Bolo, Raimundinho da Funerária, Luizinho da represa, e outros tantos que não me lembro agora.

Como não poderia deixar de ser, até mesmo eu fui alvo dessa peculiaridade quando do meu primeiro emprego na Prefeitura. Não demorou muito para que eu ficasse conhecido pelo nome do órgão em que eu trabalhava, ou seja, Zacarias da Prefeitura. Anos mais tarde, depois de trocar de emprego, finalmente, consegui que meu sobrenome verdadeiro caísse no domínio popular. Foi a glória ser conhecido como Zacarias Martins!

Eu tinha até esquecido dessas curiosidades, até a semana passada, quando a convite do meu filho, Vinícius, que cursa licenciatura em Artes Cênicas no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins, visitei o campus de Gurupi, para assistir a um evento cultural em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra. E ao ser apresentado aos professores, sempre tinha alguém que se apressava em falar: “- Este é o pai do Vinicius!”

Será que vai começar tudo de novo?

Anúncios

Etiquetas: , , , ,

Uma resposta to “O famoso quem?”

  1. Lígia Saavedra Says:

    É assim mesmo, Zacarias! Eu já me tornei a “vó do Eredã” e olhe que sempre produzi, cantei, escrevi, poetei, ainda estou na ativa, assim como vc e já tenho esta alcunha. Rsrsr

    Adorei o texto.
    Um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: