Lembrando Clarice

Clarice Lispector em traços de Fraga

 

“E porque eu quero, temo.
Muitas vezes foi o medo
que me tomou pela mão
e me levou.
O medo me leva ao perigo.
E tudo o que eu amo é arriscado.”

CLARICE LISPECTOR
1920 – 1977

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: