Posts Tagged ‘academia-gurupiense-de-letras’

Ecos do aniversário de 11 anos da Academia Gurupiense de Letras

Dezembro 17, 2010


Programa Jornal Anhanguera – Edição do Almoço – TV Anhanguera/afiliada Rede Globo

Anúncios

Marilde Gomes lança livro sobre a História de Dueré

Dezembro 7, 2010

No sábado, dia 11, a escritora Marilde Gomes, estará lançando o livro “Dueré – Passado & Presente”, publicado pela Editora Kelps, de Goiânia.

O lançamento acontece às 20 horas, na igreja de Santo Antônio, em Dueré, a 228 km de Palmas, em meio a uma movimentada sessão de autógrafos que terá a participação de intelectuais de Gurupi e de Palmas.

Para Juarez Moreira Filho, que assina o prefácio da obra, Marilde Gomes soube dosar e metrificar com maestria a história de Dueré, os costumes, lendas, sabedoria popular, crendices e uma ponta de nostalgia própria da alma humana, de uma vivência telúrica.

As biografias dos ex-prefeitos de Dueré, uns já falecidos outros não, constantes do enredo, só enriqueceram a obra em tela, pois são vultos que, às duras penas, ajudaram a construir a história da cidade, emancipada em 14.11.1958.

Juarez Moreira Filho também destaca que apesar de ser história, na sua essência, ficou leve e agradável de ler, pois os fatos foram narrados com arte, divertimento, graça e beleza, dentro de uma grande simplicidade de linguagem, o que não enfraqueceu em nada o vigor da história

Marilde Gomes é titular da Academia Gurupiense de letras onde ocupa a cadeira 26, já tendo publicado, anteriormente, o livro Quase todos: segredos de uma vida” (Ed. Kelps).

Aniversário da Academia Gurupiense de Letras também foi destaque na TV Gurupi (SBT)

Dezembro 5, 2010

Escola de Divinópolis do Tocantins é destaque por ações de incentivo à leitura

Dezembro 5, 2010

A professora Suely Rocha faz um trabalho admirável em Divinópolis do Tocantins

Um belo trabalho desenvolvido em Divinópolis do Tocantins, de incentivo à leitura e à produção textual, vem sendo colocado em prática há bastante tempo pela Escola Municipal Isabel Carlos Wanderley.

A cidade fica a 120 km de Palmas, e uma das grandes incentivadores das práticas pedagógicas que têm estimulado cada vez mais os alunos a trilharem pelo caminho da literatura e da leitura é a poetisa e professora Suely Rocha, que também é membro correspondente da Academia Gurupiense de Letras.

Suely Rocha mantém o blog Paiol Literário, onde divulga as ações realizadas pela Escola Municipal Isabel Carlos Wanderley ligadas aos projetos literários.

Alunos mostram com orgulho seus trabalhos literários

Assista a reportagem da Sil TV (Rede TV!), sobre o aniversário de 11 anos de fundação da Academia Gurupiense de Letras

Dezembro 3, 2010

Sessão solene marca o aniversário de onze anos da AGL no Centro Cultural Mauro Cunha

Dezembro 2, 2010

O presidente da Academia Tocantinense de Letras, Eduardo Almeida e este blogueiro durante a solenidade da AGL

Na terça-feira (30/11), a Academia Gurupiense de Letras (AGL), realizou sessão solene no Centro Cultural Mauro Cunha, para comemorar os seus onze anos de fundação, e que contou com a presença de um expressivo público. Foi uma festa memorável e que teve uma programação cultural movimentada, com apresentações da Banda de Música Municipal Cinei Santos Miranda e do cantor WPresley Jorge.

Odir Rocha, Osmar Casagrande, Ana Márcia, Eduardo Almeida, Mario Ribeiro Martins e o garoto Gabriel

Para prestigiar o evento, integrantes da Academia Tocantinense de Letras (ATL), capitaneados pelo presidente, Eduardo Almeida, vieram de Palmas e mostraram-se maravilhados com o que assistiram.

A mais antiga instituição do gênero fundada numa cidade do interior do Tocantins, a AGL é a prova inequívoca de que Gurupi sempre esteve na vanguarda dos movimentos culturais, principalmente, desde à época que esta região fazia parte do Estado de Goiás.

Um grupo de alunos da Escola de Canuanã, da Fundação Bradesco, assistiu, pela primeira vez, uma sessão solene de Academia de Letras

Na solenidade deste ano, a Academia Gurupiense de Letras promoveu a entrega do Diploma de Honra ao Mérito para veículos de comunicação, personalidades e instituição que de alguma forma contribuíram para a divulgação e o fomento do fazer cultural e incentivo ao hábito da leitura.

Receberam o Diploma de Honra ao Mérito a Sil TV – Canal 19, a TV Gurupi – Canal 8, a Organização Jaime Câmara, além da Rádio Nova FM e a Escola de Canuanã, da Fundação Bradesco, em Formoso do Araguaia. O escritor Osmar Casagrande e o maestro Alexandre Morais, regente da Banda de Música Cinei Santos Miranda, também receberam o diploma.

Na oportunidade, também foram lançados os editais para a abertura de vagas para as cadeiras 28 e 29 do quadro de Membros Efetivos, bem como, de mais duas vagas no quadro de Membros Correspondentes. Os interessados podem ter mais informações pelo endereço eletrônico agl-to@bol.com.br

Honra ao Mérito – artigo de Osmar Casagrande

Dezembro 2, 2010

Osmar Casagrande

Por Osmar Casagrande

Fui agraciado com uma honraria, coisa rara, nos dias que correm (aliás, não correm, voam!). Mas o importante é que, quanto mais rara, tão mais agradável recebê-la. Não sou dado a honrarias, títulos e que tais, mas desta vez, realmente calou-me fundo pela singeleza de minha ação.

A honraria que recebi foi um diploma de Honra ao Mérito “em reconhecimento à (nossa) contribuição ao fomento da Literatura Tocantinense”, conferido a mim pela Academia Gurupiense de Letras, à qual o dinamismo de Zacarias Martins empresta uma aura de urgência e realização, no desempenhar de suas funções de Secretário Executivo.

O que mais me impressionou nesse ato foi o motivo que fez-me merecedor: as ações que realizei enquanto exerci o cargo (e a responsabilidade) de Gerente de Literatura na Fundação Cultural do Estado do Tocantins, cargo do qual fui defenestrado pelo atual presidente daquela entidade, em fins de março deste ano.

Claro é que, por ter sido dispensado, sempre sentia em meu íntimo um resquício de travo de desgosto, não por não mais exercer a função, mas pela sensação de que havia, de algum modo, falhado em minhas obrigações, e daí a dispensa. Isto posto, torna-se claro que a homenagem ora recebida tem sabor de remédio bom (tipo biotônico) que envolveu-me a alma e curou as possíveis feridas, pois me é nítida a sensação de que a comunidade literária do Tocantins aprovou e aprova o trabalho que desenvolvi e, de algum modo (limitadíssimo, por falta de condições), continuo a desenvolver.

Aprendamos com o fato. O episódio mostra claramente que há falta de preparo e/ou de sensibilidade aos dirigentes (restrinjo-me aqui à área da cultura), já que nem sempre sabem avaliar os reais valores de que dispõem e de que podem dispor.

Estamos em época de definição de dirigentes para os diversos setores do governo do Estado, e o momento é bastante propício ao que vou aventar. Solicito, com a falta de humildade que me vem do fato de ser cidadão consciente de minha condição (porque o cidadão não tem que ser humilde nem servil; tem apenas que exercer seu direito de cidadania!), que o dirigente máximo do Estado do Tocantins, governador eleito para o período 2011-2014 tenha cuidado máximo ao designar seus servidores imediatos. Que tais servidores, minimamente, cumpram a lei, pois o que se vê é que nem mesmo isso acontece.

Não são palavras vãs: a Bolsa de Publicações Dr. Maximiano da Mata Teixeira é uma lei estadual. E foi esquecida durante muito tempo, só retornando seu funcionamento devido ao empenho máximo da deputada Josi Nunes e, de novo ignorada em 2010! Mais: a comunidade artística e ativa na política cultural no Tocantins brigou muito pela instituição do Fundo de Cultura que, depois de muito esforço, foi aprovado e sancionado, e é lei, mas a notícia que temos é que não foi contemplado no orçamento para o próximo ano. De duas uma: é má fé ou incompetência.

Cabe ao novo governador nomear alguém competente para exercer a função. A cultura, senhores, é tudo. O mais é decorrência: educação, política, economia etc., pois todos os ramos de desenvolvimento humano estão adstritos aos traços culturais dos grupamentos humanos. Cuidemos da cultura e estaremos cuidando do homem integralmente.

Uma última palavra aos caros amigos da Academia Gurupiense de Letras: meus queridos, como podem depreender do conteúdo deste texto, vosso ato tão generoso para comigo foi de fundamental importância para meu estado de espírito. Oxalá possamos continuar a trabalhar com afinco em prol da Literatura e da boa política cultural no Tocantins. Todos nós, tocantinenses de nascimento ou por adoção, merecemos crescer e nos desenvolver culturalmente. Muitíssimo obrigado.

Osmar Casagrande é operário das letras: poeta, contista, cronista. E-mail: osmar.casagrande@gmail.com

Academia Gurupiense de Letras comemora 11 anos de fundação

Novembro 24, 2010

Imortais da Academia Gurupiense de Letras

A Academia Gurupiense de Letras (AGL), realiza sessão solene na terça-feira (30/11), para comemorar seus onze anos de fundação. O evento que é aberto a toda comunidade de Gurupi e região, acontece a partir das 20 horas, no Centro Cultural Mauro Cunha (Av. Maranhão, entre as ruas 2 e 3). Na oportunidade, personalidades e instituições, como a Escola de Canuanã, da Fundação Bradesco, serão homenageadas com o Diploma de Honra ao Mérito em reconhecimento à sua contribuição no fomento e difusão da literatura tocantinense e ao incentivo ao hábito da leitura.

O evento contará com a presença especial de uma comitiva de escritores da Academia Tocantinense de Letras.

Aniversário da Academia Gurupiense de Letras

Novembro 5, 2010

Dourival Santiago lança o livro “Barco de Pedra” em Paraíso do Tocantins

Maio 26, 2010

O escritor Dourival Santiago apreesenta sua obra

Nesta sexta-feira, 28,  tem noite de autógrafos na cidade de Paraíso do Tocantins. É que  o escritor, dramaturgo e ativista cultural Dourival Santiago, estará lançando o seu novo livro Barco de Pedra (Editora Kelps).  O evento acontece às 20 horas na sede do Paraíso Eventos, situado na Praça das Mães.

Dourival Santiago é titular da Academia Tocantinense de Letras, onde ocupa a cadeira 39, cujo patrono é o escritor, educador e humanista Ribeiro da Cunha. Também integra o quadro de Membros Correspondentes da Academia Gurupiense de Letras.