Posts Tagged ‘Ednéa Rezende’

Comunidade Bahá’í intensifica ações em Gurupi

Outubro 12, 2009
Em entrevista a uma emissora de TV de Gurupi, Pejman Samoori explicou os preceitos da Fé Bahá'í

Em entrevista ao repórter Netto Reis, da Sil TV (Rede TV!) de Gurupi, o professor Pejman Samoori explicou os preceitos da Fé Bahá'í

Considerada religião mundial, independente, com suas próprias leis e escrituras sagradas, surgida na antiga Pérsia, atual Irã em 1844, a Fé Bahá’í foi fundada por Bahá’u’lláh, título de Mirzá Husayn Ali (1817-1892) e não possui dogmas, rituais, clero ou sacerdócio.

Com aproximadamente 7 milhões de adeptos, a Comunidade Bahá’í é a segunda religião mais difundida no mundo, superada apenas pelo Cristianismo, conforme afirma a Enciclopédia Britânica. Os bahá’ís residem em 178 países do mundo, em praticamente todos os territórios e ilhas do globo.  No Brasil a Comunidade Bahá’í está estabelecida desde fevereiro de 1921 e hoje é reconhecida por estabelecer projetos de desenvolvimento econômico e social em diversas regiões do país Já no Tocantins, os bahá’ís estão presentes em Palmas e Gurupi.

Com  o objetivo de difundir os preceitos da Fé  e dar suporte às ações desenvolvidas pela Comunidade Local,  o professor universitário Pejman Samoori esteve no domingo e no feriado de segunda-feira, 12, visitando a Comunidade Bahá’í  de Gurupi, cujo ponto de referência é a Estância Casa Branca, de propriedade da escritora Ednéa Rezende. Samoori também participou de atividades promovidas pela Comunidade Bahá’í numa propriedade rural a 12 km da cidade.

Na oportunidade, Pejman Samoori explicou que a Fé Bahá’í tem como forte característica a unidade perfeita entre as condutas espiritual e social de cada ser humano. Assim, em seus escritos (tanto os revelados por Bahá’u’lláh e ‘Abdu’l-Bahá, quanto nos de escritores nossos contemporâneos) há muitos aspectos que se relacionam com nossa vida cotidiana, abordando temas vitais para a adequada evolução do homem no planeta, como a paz mundial, a preservação do meio ambiente, a eliminação de todo tipo de preconceito, entre outros.

“Por outro lado, a vida comunitária Bahá’í também tem suas peculiaridades, como a prática anual do jejum, por exemplo, além de seguir um calendário próprio.”, ressaltou.

Anúncios