Posts Tagged ‘Leitura’

Café Literário é lançado em Gurupi com homenagem à Zefinha Louça

Maio 30, 2011

Zefinha Louça ladeada pelos amigos escritores e professores

A escritora e poetisa Zefinha Louça  foi  a primeira homenageada no Café Literário, desenvolvido por  professores  universitários e intelectuais de Gurupi. O projeto piloto do evento aconteceu no domingo, 29, no período da tarde, na Pizzaria  Santo Canto, centro da cidade. Também aconteceram apresentações musicais e recital de poesias de Zefinha Louça.

Zefinha Louça e a professora Wellitania Oliveira avaliaram como positiva esta edição do Café Literário

O escritor regionalista Juarez Moreira Filho, autor homenageado da FLIT – Feira Literária Internacional do Tocantins, na  7ª edição do Salão do Livro,  veio especialmente de Porto Nacional, onde reside, para apoiar o evento. “Gostei muito desse Café Literário, a iniciativa é louvável e, por isso mesmo, merece ter continuidade”, afirmou Moreira Filho.

Para a professora Wellitania Oliveira o trabalho  de  Zefinha Louça engrandece a Literatua Tocantinense e, por isso mesmo, deve ser alvo de  permanente estudo por parte de pesquisadores, professores e alunos. “Precisamos valorizar  os talentos de nossa terra. O  Café Literário que começa com Zefinha Louça terá continuidade com outros autores tocantinenses e deve acontecer pelo menos uma vez por mês”, ressaltou Wellitania.

Juarez Moreira Filho, Wellitania Oliveira, Marilde Gomes e Fabiano Donato debateram a obra de Zefinha Louça

Já Zefinha Louça, emocionada, disse que ficara encantada com essa homenagem, principalmente pela oportunidade de reunir num só evento, pessoas que lhe são muito queridas, e que, igualmente como ela, cultivam o amor à literatura.

O poeta e ator Vinícius Martins também homenageou Zefinha Louça

O poeta e professor universitário Fabiano Donato discorreu sobre a obra de Zefinha e, especial, de seu livro de poesias “Matizes”. Para Donato, a produção literária de Zefinha Louça amadureceu, ficou mais consistente e o resultado desse trabalho é o surgimento de belas páginas poéticas. Finalizando, Donato fez questão de nominar Zefinha Louça como a Grande Dama da Poesia Tocantinense.

Zefinha Louça e a escritora Marilde Gomes, integrante da Academia Gurupiense de Letras

Quem também fez quesão de levar um abraço especial à autora foi o poeta e ator Vinícius Martins, lembrando a importância de Zefinha Louça na  sua vida. Martins disse que  foi brindado com o prefácio  de Zefinha louça no seu primeiro livro.  E ressaltou: “Ela sempre me incentivou a escrever. Portanto, esta homenagem à Zefinha,  é um merecido reconhecimento público por sua importante contribuição no movimento literário do Tocantins”.

Os amigos fizeram um brinde à Zefinha Louça

SOBRE A AUTORA

Josefa Louça da Trindade, mais conhecida por Zefinha Louça, nasceu no município de Dianópolis, no sudeste do Estado É formada em Estudos Sociais pela UFG, em pedagogia pela UNIRG e Pós Graduada em Língua Portuguesa pela ASOEC de São Gonçalo (RJ). Pertence a Academia Tocantinense de Letras, bem como, à  União Brasileira de Escritores (UBE-GO). Tem os seguintes livros publicados: Fatos em Versos, Momentos Poéticos, Matizes (poesias), Turiscultura-Viagens pelo Brasil (crônicas),  Os Prathes (história) e Álbum de Viagens, livro que  se originou de relatórios das viagens realizadas pela autora.

Este blogueiro também prestigiou a homenagem à Zefinha Louça, recitou poesia e falou sobre a obra da autora

ASSISTA O VÍDEO

Anúncios

Palestra na Escola Copefa abordou a formação de leitores na era do conhecimento

Abril 16, 2010

Um dia especial para incentivar ainda mais o hábito da leitura nos alunos da Escola da Cooperativa de Educadores de Formoso do Araguaia - Copefa

No dia 15 de abril, pela manhã, estive em Formoso do Araguaia, cidade localizada no Sul do Tocantins e a 320 km de Palmas, nossa capital, para ministrar palestra com o tema “A importância da formação de leitores na era do conhecimento”. O convite partiu da diretora da Escola Copefa– Cooperativa de Educadores de Formoso do Araguaia, professora Maria Madalena Costa Martins Souza, que estava promovendo o “Dia D da Leitura”.

Os alunos da Escola Copefa ficaram entusiasmados com a palestraFoi uma experiência gratificante, principalmente, por constatar que a escola coloca em prática – e com muita competência – várias ações de incentivo a leitura e a produção textual, propiciando ao alunado a participação entusiasmada, contribuindo também para despertar o senso crítico que certamente irão transforma-los em cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres ao mesmo tempo em que os prepara para vencer os obstáculos que por ventura lhes surjam pela frente.

Após a minha palestra, fiz o sorteio de vários livros entre os alunos, bem como, doação de algumas publicações de autores tocantinenses à Biblioteca da Escola. A Copefa integra a rede de escolas do Sistema Positivo de Ensino.

Este palestrante ladeado pela equipe de professores da Escola Copefa